fbpx Saltar para o conteúdo

Os mortos sabem que sentimos a sua falta e que os amamos?

Será que os mortos sabem que sentimos a sua falta e que os amamos? Qualquer pessoa que tenha passado por dor e perda já se interrogou sobre esta questão, mesmo que não seja religioso. A resposta é curta? Sim.

Mas a resposta curta não é suficiente, especialmente se for um cético.

Então, vamos mergulhar nesta velha questão que tem sido ponderada por todos os cultura e religião - por cada pessoa. Vamos explorar o que significa amar aqueles que já passaram.

A morte - o último sono? Não, é o despertar final.

- Sir Walter Scott

A vida depois da morte pode estar fora do nosso alcance, mas estamos rodeados de energia espiritual.

Alguns sinais revelam a presença eterna dos nossos entes que partiram nas nossas vidas. Tal como sentimos a sua falta e os amamos, eles fazem ecoar ondas de amor do outro lado do véu para mostrar que se preocupam.

Se estás a sentir a falta de alguém no Céu, sabe que eles sentem a tua falta da mesma forma.

E se quisermos provar que eles sentem as nossas emoções a transbordar do nosso reino para o deles, há muitas formas de sentir o ligação divina, os limites da vida e da morte.

Como é que os mortos sabem que sentimos a sua falta e que os amamos?

Por vezes sentimo-lo. Outras vezes, testemunhamo-lo nos sinais subtis que nos rodeiam. Mas como é que os mortos sabem que sentimos a sua falta e que os amamos? Bem, não é exatamente uma questão a preto e branco.

A resposta vai variar de pessoa para pessoa. Mas uma coisa é certa. É preciso perceção espiritual para atingir uma consciência mais elevada e transcender os limites da terra.

No entanto, está rodeado de energias espirituais. Parte dessa energia forma uma ligação direta com aqueles que já faleceram. Através dessa ligação, irradiamos amor e cuidados.

Esta ligação etérea é tão poderosa que pode transmitir os seus sentimentos sem esforço da sua parte. Se estiver a pensar neles, essa energia atravessa os dois domínios.

Eles recebem o seu positividade e reflecte-o para si de formas miraculosas.

Talvez nem sequer se aperceba das formas subtis como esta dinâmica se desenrola. No entanto, o sol põe-se, para depois voltar a nascer. A maré sobe e desce. As coisas continuam a fluir, apesar das nossas dificuldades.

E isso é talvez a coisa mais difícil de passar.

Quando se perde um ente querido, espera-se que o mundo pare. Mas o trânsito prossegue normalmente e as pessoas vão para o trabalho. As crianças brincam no parque. Nada pára para reagir à sua dor e sofrimento.

E assim, reunimos os coragem para continuar, agarrado às recordações.

É por isso que é crucial saber que os nossos entes queridos sabem que sentimos a sua falta e que os amamos.

Mas é tudo uma questão de crença. Não se pode provar a ninguém a não ser a si próprio. Toda a gente passa pela perda de formas diferentes. Cabe-lhe a si fortalecer a sua e alargar o seu sensibilização.

Para alguns, é um mistério a que se entregam, como saltar em correntes selvagens. Para outros, acreditam que está gravado na pedra e que nada os pode fazer mudar de ideias. Mas é igualmente importante.

Então, como é que os mortos sabem que sentimos a sua falta e que os amamos?

Eis algumas explicações possíveis que podem trazer-lhe paz de espírito.

1 - Está sempre a pensar neles

O tempo pouco faz para apagar as nossas memórias daqueles que perdemos, e não deveria. Talvez tenham passado alguns meses. Talvez tenham passado anos. Seja como for, continuamos a pensar neles a toda a hora.

A dor muda. Diminui em intensidade e frequência. Ainda vem em ondas, mas as ondas não são tão altas. Consegues resistir-lhes. E és feliz de uma forma estranha e bizarra.

Está feliz por a sua morte continuar a ter impacto na sua vida.

Nesses momentos, sentimos que não seria correto sentirmo-nos bem.

É fácil afogar-se em dor quando sentimos a falta de alguém que faleceu. Mas o que é que se deve fazer quando se tem saudades? Nada. Não tente suprimir os seus sentimentos. Deixe-os transparecer.

Pense nos bons momentos que partilharam. Mesmo que já não estejam consigo pessoalmente, continuam a fazer parte da sua vida - uma parte de tu. Eles estão seguros na sua memórias.

Por vezes, é chorar. Outras vezes sorriso. Mas tu nunca desistir da vida.

O luto pode parecer uma doença abrangente, mas se está a sentir a falta de um ente querido no Céu, escolher viver a sua vida ao máximo é a melhor forma de o deixar orgulhoso.

E se estivermos constantemente a pensar neles - eles sabem e sentem o nosso amor.

Sim, podem estar fisicamente ausentes, mas o ligação emocional permanece tão forte como sempre, fundindo as vossas almas numa só. Através dessa ligação, transmite-lhes amor.

E se estiveres espiritualmente recetivo, sentirás que ela se reflecte como um espelho, enriquecendo os teus passos e guiando-te para a frente. É por isso que é vital nutrir o seu consciência espiritual.

2 - Vê-los nos seus sonhos

Com que frequência sonha com pessoas que já passaram? Isto pode ser um sinal positivo que eles sintam o seu amor e saibam que tem muitas saudades deles, especialmente se for um sonho recorrente.

Os sonhos dizem-nos muito sobre a nossa subconsciente. Estudá-las pode levar a um profundo crescimento e autoconhecimento. Não é fácil interpretá-las, mas é sempre gratificante.

E os sonhos podem desenrolar-se de formas bizarras, desde sonhar com tigres para cobras negras.

Mas o que é que significa ver os nossos entes queridos nos nossos sonhos?

Por vezes, um sonho vívido pode fazer-nos sair do sono a 3 AM.

Parece tão real. Acordamos e o peso da realidade esmaga-nos. Mas aquela reunião fugaz na paisagem de sonho não foi em vão. Há um significado por detrás disso.

Mas é preciso olhar além seu emoções. Antes que a realidade desfaça a ilusão, pode experimentar emoções dez vezes mais intensas. Da alegria à tristeza, elas podem dominá-lo.

No entanto, se estiver a sentir a falta de alguém que faleceu, sonhar com essa pessoa pode significar que ela lhe está a enviar um mensagem do além. Por isso, ouve com atenção o que eles dizem no sonho.

Por exemplo, podem oferecer apoio em tempos difíceis. Os seus entes queridos podem encorajá-lo a enfrentar os seus desafios de cabeça erguida. Ou podem dar-lhe orientações que podem mudar a sua vida.

Prestar atenção. Todos os pormenores do seu sonho são importantes para o interpretar com êxito.

Mas talvez não se trate de orientação. Talvez seja outra coisa completamente diferente.

Alguns sonham com entes queridos que já faleceram porque estão a lidar com emoções não resolvidas. Por vezes, perdemos as pessoas que nos são queridas de repente. A morte rouba-nos muitas vezes encerramento.

E depois temos de ser nós a escrever uma narrativa, o que não é tarefa fácil.

Pode demorar anos até encontrar uma conclusão, e não faz mal. Seja paciente consigo próprio.

De qualquer forma, quando sentimos saudades dos que já partiram, eles podem aparecer nos nossos sonhos como recordações vívidas daquilo que representavam. Mesmo que seja um sonho agridoce, aprecie-o.

Pense nisso como uma oportunidade para criar novas memórias com aqueles que lhe são mais queridos.

3 - Sente-os a olhar por si

Os mortos sabem que sentimos a sua falta e que os amamos? Sim, e por vezes abençoam-nos com a sua presença etérea e espiritual. Como anjos da guardaOs vossos entes queridos podem velar por vós.

Algumas pessoas juram-no. Sentem-no. Sentem a presença do seu ente querido, mantendo-o no caminho certo e fora de perigo. Isto aguça a sua consciência espiritual.

Mais do que isso, os seus intuição aprofunda-se, proporcionando um poço interminável de sabedoria interior.

Quando confrontados com uma decisão difícil, conseguem distinguir sem esforço o certo do errado. E isso ajuda-os a todos aspeto da sua vida. Por isso, nenhum desafio os pode assustar.

Por isso, sintonize-se com o fluxo e refluxo da energia espiritual à sua volta. Podem muito bem sentir os vossos entes queridos a observar-vos do além. Eles protegem-no e guiam-no do outro lado do véu.

E é muito mais do que isso. Do outro reino, eles alimentam-no com amor e cuidados.

Aliviam o peso que carregamos e aceleram os nossos passos.

Tal como os amamos e sentimos a sua falta, o amor deles penetra na nossa alma e enriquece-a. Pode encontrar força e direção na vossa ligação em momentos de dificuldade e incerteza.

Por isso, se tem saudades de alguém que já faleceu, deixe que a ideia de saber que essa pessoa continua a olhar por si todos os dias lhe aqueça o coração e o inspire a dar o seu melhor.

Quando estiveres numa entrevista de emprego, lembra-te das suas palavras de encorajamento. Ou quando estiveres a passar por um momento difícil, sente a mão deles no teu ombro. Eles estão sempre lá para si.

Eles sabem que os amamos e sentimos a sua falta, é claro. Apesar de já não poderem estar fisicamente presentes na sua vida, não continuam a guiá-lo para a frente e a proporcionar-lhe apoio?

Através destas formas subtis, eles permanecem para sempre ao seu lado.

4 - Tudo te faz lembrar deles

Quando se perdem entes queridos, os seus memória torna-se parte integrante da sua existência. Mais do que isso, pinta o mundo físico com cores vivas e brilhantes. Tudo nos faz lembrar delas.

Pensamos neles quando vemos a sua última leitura, um livro destinado a ficar inacabado para sempre. Algumas datas são mais desafiantes do que outras, e as recordações vêm ao de cima.

Vemos as suas roupas espalhadas por todo o lado e não queremos mexer em nada, muito menos desfazermo-nos delas. Através destes artefactos da sua existência, permanece ligado e entrelaçados.

Não são apenas as coisas em casa que nos trazem recordações. São as lugarestambém.

As suas entranhas reviram-se sempre que passa pelo seu café preferido. Ou um parque que costumavam visitar juntos. Eles podem ter morrido, mas os seus presença e espírito ainda pode ser sentida.

Não é lindo? E um sinal de que todos nós, de certa forma, vivemos para sempre?

Estas memórias e recordações são difíceis de suportar no início. Elas inundam-nos com uma intensidade que nos consome, diferente de tudo o que sentimos antes. É preciso tempo para que as ondas se dispersem.

Mas não queres que as ondas diminuam, não mesmo. Queres que elas continuem a vir. Por isso, encapsula-as. E isso permite-lhe refletir infinitamente sobre os momentos passados juntos.

Ao manter as memórias vivas e revivê-las, fortalece a sua ligação para o mundo espiritual e fazer com que os seus entes queridos falecidos saibam o quanto os ama e sente a sua falta.

Desta forma, as pessoas que morreram ficam para sempre enraizadas no nosso quotidiano.

Desde a sua cadeira favorita, onde tomavam o café da manhã, até ao candeeiro que arranjaram juntos, todas as recordações devem ser acarinhadas e mantidas perto de si. coração e alma.

Por isso, se procura sinais de que os falecidos sentem o seu amor, olhe à sua volta e delicie-se com a sua presença irrefutável na sua vida, ajudando-o a curar-se.

Embora possa inicialmente doer-lhe, a dor acabará por lhe arrancar o primeiro sorriso. Depois, recordar-se-á em calor e alegria agridoce sobre todas estas coisas e muito mais.

5 - Lembra-se do que lhe ensinaram

Sentir a falta de alguém no Céu pode inspirá-lo a refletir sobre o que essa pessoa lhe ensinou ao longo dos anos em que esteve viva. Os seus sabedoria pode servir-lhe na sua vida.

Dos seus autoimagem para os seus filosofiasCada lição acelera os teus passos e prepara-te para o futuro. Mais do que isso, garante que uma parte deles continue a viver.

E não é apenas uma parte deles. É a sua personalidade reverberando através de ti.

Os nossos entes queridos no Céu deixam um impressão duradoura em nós. Dependendo de quem é o falecido, ele pode ter partilhado orientações cruciais e ter-lhe ensinado muitas coisas.

Pode dar por si a agir como eles agiriam, inspirado pela sua sabedoria. E isso não é fantástico? Das profundezas do reino espiritual, eles continuam a ter impacto no vosso mundo.

Da sua carreira à sua relação, os seus conselhos moldam a sua existência. E a melhor parte? Pode basear-se neles, alargando os seus visão e fundindo-o com o seu experiência.

Isto engloba mais do que conhecimento. Podem ter-lhe ensinado a mudar um pneu, mas há lições mais significativas, como a lição de perdão.

Poderá sentir-se inspirado a viver como eles viveram. É claro que toda a gente comete erros, mas algumas lições podem ajudá-lo a navegar no mundo com amor e bondade. São os mais importantes.

Do domínio abençoado do mundo dos espíritos, eles permanecem ao seu lado, ajudando-o a ultrapassar os momentos difíceis. Podem visitar a Terra para vos dar conforto quando é mais necessário.

Ter o espírito do seu ente querido ao seu lado pode dar-lhe força.

Mesmo na morte, fazem com que nunca nos sintamos sós.

Mantenha a sua memória viva e pulsante, mantendo-se fiel à sabedoria que lhe transmitiram. Reflicta sobre o que lhe ensinaram e utilize-o. Isto transmite a sua amor e alegria para eles.

Os mortos sabem que os amamos e sentimos a sua falta quando os vemos como estrelas orientadoras.

Como reforçar a sua ligação

Enquanto apanhas os pedaços do teu coração e tentas começar um novo dia com um sorriso a dançar nos teus lábios, fortalecendo o teu ligação com o falecido pode ser útil.

Mesmo que já não estejam entre os vivos, pode comuna com os seus espírito.

E se queres saber como falar com os mortos, há mais do que uma maneira.

Algumas pessoas são visitadas pelos falecidos nos seus sonhos. Outras vêem os seus ténues vislumbres de auras no mundo físico à sua volta. De qualquer forma, a experiência é sempre distintivo.

Por vezes, basta sentar-se e falar com o seu espírito como se ele estivesse mesmo à sua frente. Pode parecer disparatado, mas isto pode ajudá-lo a ultrapassar dor.

Pode fazê-lo no conforto da sua cama. Ou podem ir ao vosso local preferido onde costumavam passar tempo juntos. Pode transformá-lo num ritual para o ajudar a lidar com a sua perda.

Existem muitos formas de reforçar a sua ligação com os seus entes queridos falecidos.

Encontre algo que funcione para si, algo que o faça sentir-se confortável. Pode até experimentar meditação. Visualize uma conversa e deixe-a desenrolar-se na calma da sua mente.

Escreva-lhes uma carta, pense neles, envie-lhes mensagens de texto e faça com que o espírito deles saiba o quanto significam para si e o quanto sente a falta deles. E seja recetivo para receber energias, também.

Quando tiveres tempo, esforça-te por melhorar a tua espiritualidade. Os sinais estão por todo o lado, e não vai querer ficar inobservante e alheio a todas as coisas bonitas que vos rodeiam.

Quanto mais se apropria da sua espiritualidade, mais significados espirituais descobre no mundo que o rodeia. Começa a aperceber-se dos sinais que os seus entes queridos lhe enviam do Céu.

Estas mensagens podem manifestar-se como os pássaros vêm visitar-te, ou ver uma borboleta amarela.

Isto também tem impacto noutras áreas da sua vida. O seu perspetiva alarga-se e ganha-se uma visão aprofundada de assuntos etéreos como os sonhos. O seu significado espiritual torna-se mais evidente.

Acima de tudo, seja paciente. Esta não é uma viagem de um dia. Construir uma ligação com os mortos leva tempo, mas recompensa-o de muitas maneiras. Por isso, dedique-se a valorizar esta ligação.

Em conclusão

Os mortos sabem que sentimos a sua falta e que os amamos? Sim, eles sabem-no perfeitamente. Sabem-no melhor do que nós. Os mortos têm insight espiritualt que a maioria de nós não tem no mundo físico.

Podemos encontrar uma linha ténue entre prestar atenção a ciência e ficar de mente aberta às coisas além a nossa perceção. Isto permite-nos transcender a nossa limitações temporais.

Mais importante ainda, isto dá-nos o dom de perceber os significados espirituais e alargar a nossa compreensão. Quando lidamos com o luto, as nossas crenças podem fornecer força e conforto.

O véu entre os mortos e os vivos é ténue. Os reinos físico e espiritual coexistem, e atravessar os dois mundos contrastantes pode expandir o auto-conhecimento e levar ao crescimento.

Desde guardar memórias das pessoas que perdemos até comunicar com os mortos, estas coisas ajudam-nos a seguir em frente. Não se trata de esquecimento. Trata-se de abraçar e entesouramento.

No final, saber que eles olham por nós do Céu é um testemunho de amor e a sua potência.

O amor ultrapassa as fronteiras. Constrói pontes. Dá-nos esperança e força para continuar. Acima de tudo, liga-nos aos nossos entes queridos e mantém-nos juntos, independentemente do tempo.

será que os mortos sabem que sentimos a sua falta e os amamos

O significado bíblico de sonhar com uma mãe falecida - Angelynum

Quarta-feira, 7 de fevereiro de 2024

[...] Se quiser saber mais sobre os seus entes queridos falecidos. Deve explorar o próximo artigo - Será que os mortos sabem que sentimos a sua falta e que os amamos? [...]

Significado de zumbido no ouvido direito - Angelynum

Terça-feira, 23 de janeiro de 2024

[...] Os mortos sabem que sentimos a sua falta e que os amamos? Os bebés podem ver anjos? - Tudo tem uma resposta. [...]

Significado espiritual da covinha sacral - Angelynum

Segunda-feira, 8 de janeiro de 2024

[...] Aprenda algo sobre espiritualidade lendo O significado espiritual de dormir com um homem num sonho e Os mortos sabem que sentimos a sua falta e os amamos? [...]

Vómitos no sonho - Angelynum

Segunda-feira, 28 de agosto de 2023

[...] também tem respostas para outras perguntas e dilemas. Será que os mortos sabem que sentimos a sua falta e os amamos? Os bebés podem ver anjos? Há uma resposta para [...]

Os comentários estão encerrados.